Palmares

                                       Webmail    Mapa do Site    Fale Conosco
Ferramenta de Pesquisa





Conteúdo do Portal

Pathway


Livro de Aço dos Heróis Nacionais exalta líderes da Revolta de Búzios

quarta-feira, by Daiane Souza

José Aragão/Sec. Cultura DF

Livro de Aço dos Heróis Nacionais

Na semana em que se celebra a Independência do Brasil, os líderes da Revolta de Búzios – Lucas Dantas de Amorim Torres, Luís Gonzaga das Virgens e Veiga, Manoel Faustino Santos Lira e João de Deus do Nascimento – tiveram seus nomes inscritos no Livro de Aço dos Heróis Nacionais. A Lei que determina a inscrição dos nomes no Livro foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em março de 2011.

A solenidade de abertura do Panteão Tancredo Neves com as inscrições dos nomes dos quatro líderes e de outros 16 heróis aconteceu nesta terça-feira (4). Entre os novos mártires, destacam-se o abolicionista Ildefonso Pereira Correia e duas revolucionárias: Ana Maria de Jesus Ribeiro, mais conhecida como Anita Garibaldi, e a enfermeira Anna Justina Ferreira Nery que foi voluntária na guerra do Paraguai.

Heroísmo – A luta dos quatro homens de Búzios ocorreu em 1798, época em que os princípios iluministas e a independência dos Estados Unidos influenciavam fortemente os ideais libertários dos brasileiros, que contrastavam com a precária condição de vida do povo negro. O grande diferencial em sua luta foi a articulação de grupos mais pobres da população baiana para defender propostas que realmente os representassem.

Surgida das discussões promovidas pela Academia dos Renascidos a conspiração foi apoiada pelas mais diversas classes sociais, tornando-se um dos primeiros movimentos populares da história do Brasil. Seus princípios eram a emancipação da colônia e a abolição da escravidão, o objetivo era transformar o Brasil numa república democrática. O sonho foi realizado, porém apenas 147 anos depois.

Hoje, os mártires condenados à forca em praça pública são símbolos do movimento de liberdade e igualdade no País. O Livro de Aço dos Heróis Nacionais fica exposto permanentemente no Panteão da Pátria e da Liberdade. Para quem deseja visitá-lo, o Panteão fica localizado no Eixo Monumental, Praça dos Três Poderes, em Brasília, onde pode ser visto em qualquer dia da semana entre às 9h e 18h.

Confira a lista de novos heróis no Livro de Aço dos Heróis Nacionais:

 - Francisco Alves Mendes Filho – CHICO MENDES – 1944-1988 – Seringueiro, líder sindical e ícone ambiental

- Frei Joaquim do Amor Divino Rabelo – FREI CANECA – 1779-1825 – Ativista na Revolução Pernambucana de 1817

- Manuel Luís Osório – MARECHAL OSÓRIO- 1808-1879 – Pacificador na causa separatista da região Sul

- Ildefonso Pereira Correia – BARÃO DO SERRO AZUL – 1849-1894 – Abolucionista e líder na Revolução Federalista de 1893

- Antônio de Sampaio – BRIGADEIRO SAMPAIO – 1810-1866 – Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro

- José Tiaraju – SEPÉ TIARAJU – 1756 – Guarani, líder das milícias indígenas no Rio Grande do Sul

- Anna Justina Ferreira Nery – ANNA NERY – 1814-1880 – Pioneira da Enfermagem, voluntária na Guerra do Paraguai

- Hipólito José da Costa Pereira Furtado de Mendonça – HIPÓLITO JOSÉ DA COSTA – 1774-1823 – Patrono da Imprensa do Brasil

- Padre José de Anchieta – 1534-1597- Jesuíta defensor das causas indígenas no Brasil

- Getúlio Vargas – GETÚLIO VARGAS – 1882-1954 – Presidente da República, criador de importantes leis trabalhistas

- João de Deus do Nascimento, Lucas Dantas de Amorim Torres, Manuel Faustino Santos Lira e Luíz Gonzaga das Virgens e Veiga – HERÓIS DA REVOLTA DOS BÚZIOS – Bahia, 1798 – Movimento popular de ideais libertários e abolicionistas

- Mário Martins de Almeida, Euclydes Bueno Miragaia, Dráusio Marcondes de Souza e Antônio Américo de Camargo Andrade – HERÓIS PAULISTAS DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 – São Paulo,1932 – Movimento armado pela normatização da legislação e do processo eleitoral no Brasil 

- Heitor Villa Lobos – 1887-1959 – Maestro de linguagem musical peculiarmente brasileira

- Júlio César Ribeiro de Souza – 1843-1887 – Precursor da dirigibilidade aérea  

- Seringueiros Soldados da Borracha – Exército da Borracha recrutado pela Pátria durante a II Guerra Mundial

- Domingos Martins – 1781-1817 – Líder da Revolução Pernambucana de 1817

- José Maria da silva Paranhos Júnior – BARÃO DO RIO BRANCO – 1845-1912 –Patrono da Diplomacia Brasileira

- Padre Roberto Landell de Moura – 1861- 1928 – Pioneiro na transmissão da voz humana por ondas eletromagnéticas no mundo  

- Ana Maria de Jesus Ribeiro – ANITA GARIBALDI – 1821-1849 – Revolucionária em lutas de ideais de justiça e democracia no Brasil, América do Sul e Itália  

- Francisco Barreto de Menezes, João Fernandes Vieira, André Vidal de Negreiros, Henrique Dias, Antônio Filipi Camarão e Antônio Dias Cardoso – Líderes da Insurreição Pernambucana de 1624 A 1654

 


0 Comentários



Setor Comercial Sul - SCS
Quadra 02, Bloco C, nº 256 - Edifício Toufic - CEP 70.302-000 - Brasília - DF
Telefones: (61) 3424-0100

2017 - Fundação Cultural Palmares

(Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial 3.0 Brasil)


Retornar ao Topo do Portal