Personalidade Negra – Maria Aragão

Maria José Camargo Aragão nasceu em São Luís, no dia 10 de fevereiro de 1910. Vinda de uma família de sete filhos, a comunista do Maranhão, como ficou conhecida, enfrentou todos os preconceitos por ser negra e mulher. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde dava aulas para conseguir a formação em Medicina pela Universidade do Brasil.

Maria Aragão foi médica, professora, diretora do jornal Tribuna do Povo e fez história como líder do Partido Comunista do Brasil. Ela iniciou sua carreira como pediatra, mas mudou sua especialização para ginecologista com o intuito de defender a valorização da saúde da mulher.

A médica, dotada de um grande senso de liderança, enfrentou as oligarquias políticas (poder político concentrado nas mãos de poucos) e por isso sofreu perseguições, agressões físicas e morais, além de ser presa diversas vezes durante a Ditadura Militar. Maria Aragão se desiludiu com a linha ideológica do PCB e em 1981, filiou-se ao PDT. Aos 81 anos, ela estava totalmente dedicada à saúde da população humilde e dos negros.

Em 23 de junho de 1991, morre em São Luís, a médica e professora brasileira, Maria José Camargo Aragão. Ela foi homenageada no documentário “Maria Aragão e Organização Popular”, realizado pela Escola Nacional Florestan Fernandes. Em 2003, foi inaugurado o Memorial Praça Maria Aragão, no Centro Histórico de São Luís, que foi projetado por Oscar Niemeyer.

De |setembro 19th, 2014|Sem categoria|Comments Off on Personalidade Negra – Maria Aragão