Roda de Capoeira Angola em homenagem ao aniversário do Mestre Pastinha

A Fundação Cultural Palmares e a Fundação Internacional de Capoeira Angola- FICA convidam a todos a participarem da Roda de Capoeira Angola que será realizada em homenagem ao aniversário do Mestre Pastinha.

Quando? 05 de abril de 2016 (hoje)

Horário? 19h00

Onde? Espaço externo do prédio da Fundação Cultural Palmares

Educador Responsável: Contra Mestre Leninho Sá  (pratica capoeira angola há 28 anos e é filiado à Fundação Internacional de Capoeira Angola- FICA)


Mestre Pastinha
foi o grande responsável pela reunião e sistematização dos fundamentos da capoeira angola, que Em 1941, fundou a primeira escola de capoeira legalizada pelo governo baiano, o Centro Esportivo de Capoeira Angola (CECA), no Largo do Pelourinho, na Bahia.

Foi responsável pela formação de vários mestres de capoeira, entre os quais João Pequeno, João Grande, Boca Rica, Curió e Bola Sete.

Apesar da grande contribuição que deu à cultura brasileira, Pastinha não chegou a vivenciar o reconhecimento por sua dedicação integral à difusão da capoeira, de um modo geral, e da capoeira angola, em particular. Aos 82 anos, foi removido pela Prefeitura de Salvador do casarão em que vivia no Pelourinho e, em 1981, acabou falecendo, aos 93 anos, esquecido e pobre.

Todavia, seu nome é reverenciado até os dias de hoje onde quer que haja uma roda de capoeira.

A complexidade e expressividade da capoeira levaram o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) a registrar a Roda de Capoeira e o Ofício dos Mestres de Capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, em 2008, estando inscritos, no Livro de Registro das Formas de Expressão e no Livro de Registro dos Saberes, respectivamente.


Sobre a Fundação Internacional de Capoeira Angola – FICA :

Criada em 1995, pelos mestres Cobra Mansa, Jurandir e Valmir, a Fundação Internacional de Capoeira Angola (FICA) tem como objetivo preservar a originalidade filosófica e cultural da Capoeira Angola através de ensinamentos teóricos e práticos, pesquisa e atividade sócio-cultural permanente. A FICA realiza, ao longo de 17 anos de existência, um trabalho profícuo de valorização e difusão da cultura afro-brasileira no âmbito nacional e internacional, unindo ações sociais e culturais para promover a cidadania e o desenvolvimento humano. Esse empenho está relacionado com a continuidade do trabalho pioneiro de Mestre Pastinha (1889 – 1981), reconhecido como guardião da Capoeira Angola em Salvador.

No Brasil, as sedes principais do grupo concentram-se em Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), e Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Brasília, Goiânia e Chapada dos Veadeiros (GO), mas a FICA também está presente nos EUA (em Nova Iorque, Washington DC, Chicago, Filadélfia, Havaí, Portland, Texas, Seattle e Oakland), Colômbia, Costa Rica, Finlândia, França, Itália, Japão, México, Moçambique, Rússia, Suécia e Ucrânia.

De |abril 5th, 2016|Destaque, Notícia|Comments Off on Roda de Capoeira Angola em homenagem ao aniversário do Mestre Pastinha