Personalidade Negra: Arthur Bispo do Rosário

Sergipano da cidade de Japaratuba (município que chegou a vivenciar um período em que, segundo o historiador Felisbelo Freire, haviam mais negros escravizados que pessoas livres), Arthur Bispo do Rosário (1909-1989) foi marinheiro, boxeador, segurança e borracheiro dos bondes da cidade do Rio de Janeiro. No dia 22 dezembro de 1938 o artista teve uma visão: sete anjos o carregavam dos céus à Terra e diziam que ele seria o filho de Deus. Ao percorrer a cidade para se apresentar em uma igreja e relatar essa história, foi encaminhado para o então Hospital Nacional de Alienados da Praia Vermelha, onde recebeu o diagnóstico de esquizofrênico paranoide. Em janeiro de 1939, Bispo foi transferido para a Colônia Juliano Moreira (uma das maiores instituições manicomiais do país que chegou a receber 5 mil internos), onde viveu intermitentemente por 50 anos e produziu grande parte de suas mais de 800 obras.

Além de produzir a partir do processo de descostura dos uniformes azuis de interno da Colônia, Bispo caminhava pelas ruas coletando materiais considerados como lixo para compor seus trabalhos. Os trabalhos deixados por Bispo foram tombados pelo INEPAC, em 1994, e hoje estão salvaguardados no acervo do Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea (mBrac).

As obras de Arthur Bispo do Rosário tratam mais do que da vida em um manicômio: elas reinventam possibilidades de ser e estar no Mundo. Bispo tinha dedicação totalmente voltada para a suas obras, recusando os tratamentos psiquiátricos – drogas, eletrochoques e lobotomia – não frequentando ateliês da arte-terapia ou a terapia ocupacional, oferecidos como opção única para a experimentação da arte.

Arthur Bispo do Rosário é símbolo da recusa dos estigmas oferecidos pela sociedade. Sua “vida-obra” tem a força de uma rebelião silenciosa e solitária. Através da arte, Bispo superou limites, apropriou-se da própria loucura para produzir trabalhos que provocam ressonâncias e são vigorosos testemunhos da capacidade humana de criar e reinventar.

Currículo de exposições que contaram com as obras de Arthur Bispo do Rosário:

Veja o currículo completo clicando aqui.

Fonte: Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea.

De |setembro 27th, 2016|Notícia, Sem categoria|Comments Off on Personalidade Negra: Arthur Bispo do Rosário