Palmares

                                       Webmail    Mapa do Site    Fale Conosco
Ferramenta de Pesquisa





Conteúdo do Portal

Pathway


XII Bienal Internacional do Livro do Ceará

quinta-feira, by mateus.santana

A Fundação Cultural Palmares por meio do Centro de Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra (CNIRC), está participando da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, realizado na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), no município Redenção (CE) que fica há 55km de distância de Fortaleza. E que está ocorrendo desde domingo (16) e vai até sexta-feira (21).

O evento traz uma vasta programação, onde estão presentes: professores, pesquisadores e escritores especialistas da literatura africana, que possibilita uma maior aproximação com essa produção literária e toda sua cultura, com os presentes.

Esse ano, participando também da programação, os escritores vencedores do Edital de Concurso n. 1/2015 – Prêmio Oliveira Silveira, que premiou cinco romances de temática afro-brasileira. As obras vencedoras foram publicadas pela Fundação Palmares, com a finalidade de promover e divulgar a literatura negra. O evento promoveu uma mesa temática e distribuição de 500 exemplares que foram autografados no local pelos referidos autores:

– “Água de Barrela”, de Eliane Alves dos Santos Cruz (Brasil)
– “Haussá 1815”, de Júlio César Farias de Andrade (Brasil)
– “Sobre as vitórias que a história não conta”, de André Luís Soares (Brasil)
– “Sina Traçada”, de Maria Custódia Wolney de Oliveira (Brasil)
– “Sessenta e seis elos”, de Luiz Eduardo de Carvalho (Brasil)

Vanderlei Lourenço, Coordenador Geral do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra (CNIRC), que está presente no evento representando também a FCP, relata que a participação da Fundação Palmares é um marco importante, no sentido de estabelecer novas relações e parcerias na literatura, sobretudo com a UNILAB, levando os estudantes a refletir a importância da cultura e da literatura negra.

A autora, Patrícia Matos, que há 15 anos pesquisa a cultura negra no Ceará, entrevista pela Conceição de Maria, também representante da Fundação Palmares, afirma que o evento e a participação da FCP, traz uma visibilidade para os povos negros no Ceará, mostra que há um trabalho acontecendo no estado, mesmo com muitas dificuldades e também traz o  fortalecimento das ações já feitas no estado.

A Bienal se configura como um espaço de encontros entre diversos públicos e convidados do Ceará, do Brasil e do mundo. Com o tema: “Cada pessoa, um livro, o mundo, a biblioteca”. A Fundação Palmares em parceria com a Bienal, trouxe para essa edição a convidada de honra, a escritora moçambicana, Paulina Chiziane, romancista e ativista dos direitos humanos para gênero e raça.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *



Setor Comercial Sul - SCS
Quadra 02, Bloco C, nº 256 - Edifício Toufic - CEP 70.302-000 - Brasília - DF
Telefones: (61) 3424-0100

2017 - Fundação Cultural Palmares

(Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial 3.0 Brasil)


Retornar ao Topo do Portal