Palmares e GDF Trabalham Parcerias para Fortalecer Cultura e Juventude Negra

A Fundação Cultural Palmares (FCP) e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Governo do Distrito Federal (GDF), trabalham alternativas para investir na economia da cultura no DF. O assunto foi debatido em reunião nesta quinta-feira (18) entre o secretário Adão Cândido e o presidente Vanderlei Lourenço, na sede da Fundação.

A ideia é que sejam organizadas equipes técnicas nas duas instituições para que analisem formas de fomentar capacitações voltadas a jovens negros e periféricos. Lourenço, enfatizou a necessidade de se alcançar esse público e colocou a instituição a disposição. “Faremos tudo o que for preciso para levar crescimento à essa juventude. Temos em comum o foco nessa linha de pensamento”, afirmou.

Economia do Carnaval – Cândido ressaltou a importância de unir o social à projetos culturais de grande porte. Ele exemplificou sua visão de economia criativa citando as escolas de samba do Rio de Janeiro. “São famílias que produzem cultura e que vivem dela. Movimentam a cadeia produtiva durante todo o ano, promovem a maior ocupação hoteleira no Carnaval e contribuem para o desenvolvimento do estado em diferentes aspectos”, explicou.

A chefe de gabinete da FCP, Conceição Barbosa, pontuou que é forte o samba no DF e citou as Rodas de Samba recorrentes na Feira de Artesanato da Torre de Tv e nas comunidades do Cruzeiro Velho e Vila Planalto. Marco Antônio Evangelista, diretor de Fomento e Proteção da Cultura Afro-brasileira recordou que apesar das rodas foram constantes as tentativas de se implementar a cultura do samba na região e que a migração do sambódromo do Plano Piloto para a Ceilândia prejudicou as escolas já constituídas na cidade.

Investimento e juventude – Cândido ponderou que investindo em informação e incentivo é possível se alcançar em alguns anos um Carnaval forte em Brasília. “É preciso utilizar o que está em mãos: temos recursos, temos demandas, uma Escola do Choro e muitas ideias capazes de preparar gerações de músicos a partir de trabalhos sociais”, disse.

Na ocasião, Lourenço comentou a respeito do investimento feito pela Palmares a partir do Prêmio Oliveira Silveira, agora em sua segunda edição. Com categoria voltada ao infantojuvenil, tem como objetivo alcançar escritores que trabalhem as temáticas referentes a população negra. “É uma visibilidade que damos a pessoas muito capacitadas, mas com poucas oportunidades no mercado editorial”, explicou.

Parcerias – No encontro, foi debatida ainda a possibilidade de a entrega do II Prêmio Oliveira Silveira – Infantojuvenil ser feita em 29 de outubro, durante a reabertura da Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles (BDB), de Brasília, após as obras de revitalização. Outra pauta foi uma possível parceria para que a BDB abrigue o acervo da Biblioteca Oliveira Silveira, da FCP, indisponível ao público desde o ano 2016 por falta de estrutura física adequada.

A reforma da Biblioteca vem sendo realizada com o objetivo de ampliar a parceria entre os governos Federal e Distrital. De acordo com Cândido, a ampliação da estrutura da BDB demanda conteúdos de excelência. “Seria interessante compartilhar dessa missão junto a Palmares”, encerrou. “Com mais de 20 mil títulos, a Biblioteca Oliveira Silveira é um dos maiores acervos de temáticas negras do país e precisa estar acessível ao público”, completou Lourenço.

De |julho 19th, 2019|Banner, Notícia|Comments Off on Palmares e GDF Trabalham Parcerias para Fortalecer Cultura e Juventude Negra