Palmares apoia 15ª Edição do Festival Cara e Cultura Negra

A 15ª edição do Festival Cara e Cultura Negra – Contemporaneidade Afrodiaspórica – que acontecerá em setembro, será apoiada pela Fundação Cultural Palmares (FCP). O recurso proveniente de emenda parlamentar, na ordem de R$ 800 mil, contribuirá para a realização do evento que tem por objetivo valorizar e fortalecer a negritude brasileira por meio da arte e do diálogo.

Em entrevista ao nossaMarka, o Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Cidade, Vanderlei Lourenço, presidente da FCP, disse nesta quinta-feira (16), que o Festival já é importante no Distrito Federal e que facilita a valorização efetiva da cultura negra pela sociedade local e nacional. “Também possibilita a proximidade da Palmares com o parlamento e permite o cumprimento institucional de sua missão fortalecendo as políticas de igualdade racial”, afirma.

Lourenço falou ainda sobre a programação que, além de trazer entretenimento, garantirá o debate sobre temas relevantes a partir do Seminário Encontro Nacional Pensamento Negro Contemporâneo. “Ter uma atração cultural acompanhada de uma roda de conversa por exemplo, enriquece e faz com que os participantes tenham uma interação maior com o que é apresentado”, explica.

Segundo ele é sempre relevante discutir sobre a África. “É o continente que guarda grande parte da nossa herança cultural”, destaca. Lourenço reforça a necessidade de inserir a temática africana como método à compreensão da identidade brasileira para a superação do racismo.
Nas palavras do presidente, a FCP sempre teve uma relação muito próxima com as universidades por meio dos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros (NEABs). Porém, o Festival e Seminário são caminhos interessantes para que os laços entre as instituições sejam ainda mais fortes, beneficiando a maior parte da população, em especial a juventude negra.

Festival Cara e Cultura Negra – Com programação diversa de acesso gratuito a todos os públicos que se interessam pelo tema, tem se consolidado como um encontro democrático de promoção da cultura e revitalização do espaço urbano de Brasília. Para garantir que a mensagem chegue ao maior número de pessoas, foram escolhidos vários formatos: teatro, fotografia, palestras, roda de conversa, poesia, literatura, moda e oficinas práticas.

Na edição 2019 as atividades serão espalhadas por pontos de fácil acesso e em diferentes regiões do DF: SESC Ceilândia, Setor de Autarquias Norte, Estações do Metrô Ceilândia e Central, Setor de Diversões Sul e Conjunto Nacional. Entre as principais atrações está o espetáculo “Áfricas”, do Bando de Teatro Olodum (BA), as exposições fotográficas “Diáspora Africana – travessias femininas, passado e presente”, “Ativismo negro no DF: uma breve memória visual” e “Contemporaneidade Afrodiaspórica”.

Fazem parte da programação, ainda, o lançamento do Museu Digital da Memória Negra; a apresentação da coleção “Adornos”, do estilista Fernando Cardoso; uma roda de conversa de profissionais do teatro sobre a valorização dos atores negros; um sarau e o lançamento da campanha “Abraço Negro”.  Da origem – A ideia do evento veio da necessidade de se estimular uma discussão ampla sobre a história africana e seus efeitos na sociedade atual. Em 15 anos, o Festival Cara e Cultura Negra gerou muitos frutos: capacitou dois mil professores, ganhou um prêmio internacional e um nacional, realizou 50 oficinas, produziu dois livros e promoveu a visita guiada de mais de 10 mil alunos.

O evento também tem se destacado pela valorização dos artistas negros da cidade e do país, reconhecidos nacional e internacionalmente. Nas edições passadas, apresentaram-se, por exemplo, Negra Li, Sandra de Sá, Ellen Oléria e Dhi Ribeiro. O Festival Cara e Cultura Negra foi elaborado em 2003, após constatada uma lacuna de grandes eventos de fortalecimento e difusão da cultura negra em Brasília. O projeto tem o objetivo de mostrar as potencialidades religiosas e artísticas da cultura negra em Brasília e a influência africana na formação da construção da identidade brasileira.
Com informações do nossaMarka

De |agosto 20th, 2019|Destaque, Notícia, Secundária|Comments Off on Palmares apoia 15ª Edição do Festival Cara e Cultura Negra