Muniz Sodré assume Cadeira 33 da ALB

O jornalista, sociólogo e tradutor Muniz Sodré de Araújo Cabral, será empossado no dia 31 de outubro pela Academia de Letras da Bahia (ALB). A posse acontecerá às 20h no Palacete Góes Calmon, sede da Academia, e Muniz Sodré ocupará a Cadeira 33, cujo patrono é o abolicionista Castro Alves. A mesma chegou a ser ocupada por Ubiratan Castro de Araújo – presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP) no período entre 2003 e 2007 – e pela ialorixá Mãe Stella de Oxóssi, que também foi membro do Conselho Curador do órgão entre os anos 2015 e 2017.

Professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Muniz Sodré se dedica, há décadas, a pesquisas acadêmicas sobre a condição do afro-brasileiro no âmbito das territorialidades. Com mais de 30 obras publicadas, entre acadêmicas e de ficção, aborda a condição do negro no contexto nacional. Vanderlei Lourenço, presidente da FCP, destaca o importante trabalho realizado pelo escritor. “Muniz Sodré potencializa a representação da cultura negra em um espaço de importância para o debate a respeito da herança africana e sua necessária dimensão no campo da literatura”, afirma.

Em seu livro O Terreiro e a Cidade (2019), enfatiza a comunidade litúrgica dos terreiros brasileiros como uma reconfiguração espacial das terras de origem da Diáspora Africana. Para mim, é importante ocupar uma Cadeira já mantida pela ialorixá da comunidade litúrgica a que pertenço, o Ilê Axé Opô Afonjá”, afirma, detalhando que a experiência da cultura representada por Mãe Stella reflete exemplarmente a ancestralidade e a visão de mundo características da civilização africana, tal como retratada em sua obra. “Stella de Oxóssi foi um ponto alto e intelectualizado da governança espiritual”, diz.

Adeir Ferreira, professor de filosofia da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) e pesquisador na área de Raça, Classe e Gênero pela Universidade de Brasília (UnB) conta que sua experiência quanto ao trabalho de Muniz Sodré vem dos diálogos acadêmicos. “Os discursos de Muniz Sodré são de relevância impecável na defesa das populações negras brasileiras e na reflexão das questões étnico-raciais. Foi uma importante referência no meu mestrado”, afirma.

Personalidade – Nascido na cidade de São Gonçalo dos Campos, na Bahia, Muniz Sodré passou a infância no município de Feira de Santana, no mesmo estado. Iniciou sua vida profissional em Salvador como colaborador do Jornal da Bahia, exercendo também a função de tradutor no Departamento de Turismo da Prefeitura. Colaborou para o Jornal do Brasil, para Folha de São Paulo e para as revistas Visão e Traverses. Foi, ainda, presidente da Fundação Biblioteca Nacional (FBN).

Possui vários livros sobre ficção, cultura negra e mídia publicados no Brasil e no exterior, sendo sua obra importante referencial aos estudos sobre comunicação, cultura brasileira e sobre a condição da população afrodescendente em suas formas de resistência cultural. Entre os seus principais livros estão: A Literatura de Mercado (1985); Televisão e Psicanalise (1987); Um Vento Sagrado (1996); Samba – O dono do corpo (1998); Sociedade, Mídia e Violência (2002) e A narração do fato: notas para uma teoria do acontecimento (2009).

 

Histórico da Cadeira 33

Patrono: Antônio de Castro Alves (1847-1871)

Fundador: Francisco Xavier Ferreira Marques (1861-1942)

2º Titular: Heitor Praguer Fróes (1900-1987)

3º Titular: Waldemar Magalhães Mattos (1917-2003)

4º Titular: Ubiratan Castro de Araújo (1948-2013)

5ª Titular: Mãe Stella de Oxóssi – Posse em: 12.09.2013

     Eleito: Muniz Sodré – Data da Posse no dia 31.10.2019

SERVIÇO:

Evento:  Posse na ABL, Cadeira 33 ocupada anteriormente por Mães Stella de Oxóssi

Quando: 31.10.2019, quinta-feira às 20:00 horas.

Local:      Palacete Góes Calmon, Sede da Academia de Letras da Bahia.

Endereço: Avenida Joana Angélica, 198 Nazaré. Salvador-Bahia-Brasil

  • Evento aberto ao público

Telefone: 71 3321.4308

E-mail: contato@academiadeletrasdabahia.org.br

De |outubro 30th, 2019|Banner, Notícia, Sem categoria|Comments Off on Muniz Sodré assume Cadeira 33 da ALB