Presidente Sérgio Camargo avalia realidade financeira da FCP e orçamento para o exercício do ano 2020

Como primeira medida de sua gestão, o presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP), Sérgio Camargo, já avalia a situação financeira da entidade para o exercício do ano 2020. Em seu segundo dia na casa, Camargo recebeu na manhã desta sexta-feira (21) os servidores Simoni Andrade Hastenreiter e Moisés Colonna Vasconcelos, responsáveis pela Coordenação de Planejamento, Orçamento e Finanças (CGE) e pela Coordenação-Geral de Gestão Interna (CGI).

“Pretendo trabalhar com a redução de gastos e gerar abertura no orçamento para garantir a execução de projetos finalísticos em cumprimento a missão da Palmares”, afirmou o presidente. Na sequência, Simoni e Vasconcelos apresentaram a logística do sistema financeiro interno e as principais demandas da Fundação. “O aluguel do espaço onde está instalada a sede é uma preocupação antiga, que desde o início de 2019 vem sendo estudada”, pontuou Vasconcelos.

“De imediato vou proceder uma negociação para a redução dos valores referentes a esses custos e, paralelamente vou solicitar ao Governo Federal um prédio público que possa abrigar a FCP”, disse o presidente, demonstrando preocupação com os altos custos que hoje consomem 30% do capital institucional.

De acordo com Camargo, outras medidas referentes a logística de custos também serão tomadas e já estão sendo estudadas junto às unidades. A expectativa é que, em breve, a maior parte do orçamento da FCP seja destinado ao melhor cumprimento do serviço público competente à instituição.

De |fevereiro 21st, 2020|Banner, Notícia|Comments Off on Presidente Sérgio Camargo avalia realidade financeira da FCP e orçamento para o exercício do ano 2020