Linha do tempo dos presidentes

Conheça os presidentes da Fundação Cultural Palmares e algumas de suas principais contribuições ao processo de implantação e consolidação da instituição.

Foto: Januário GarciaCARLOS ALVES MOURA
(1988 a 1990)
Implantação da Fundação Cultural Palmares.

_________________________________________________________________________________

ADÃO VENTURA
(1990 a 1994)
Continuidade dos trabalhos da gestão anterior.

_________________________________________________________________________________

Foto: Januário Garcia

JOEL RUFINO DOS SANTOS
(1994 a 1996)

– Estabelecimento de relação mais próxima com as comunidades remanescentes de quilombos e início dos trabalhos de reconhecimento dessas comunidades;

– Realização das celebrações dos 300 anos da morte de Zumbi dos Palmares, ocorridas em União dos Palmares (Alagoas).

________________________________________________________________________________

Foto: Januário GarciaDULCE MARIA PEREIRA
(1996 a 2000)

– Realização do Seminário Internacional “Rota do Escravo”,
em parceria com a Unesco e Ministério das Relações Exteriores;

– Realização de pré-conferências em todo o território nacional para preparação do
documento brasileiro levado à Conferência da ONU contra o Racismo e a Xenofobia;

– Participação na I Conferência de mulheres da CPLP sobre gênero, cultura, acesso ao poder, participação política e desenvolvimento, realizada na Bahia no ano 2000.
_________________________________________________________________________________

Foto: Januário GarciaCARLOS ALVES MOURA

(2000 a 2003)

– Realização do II Seminário internacional rota do escravo, em parceria com a Unesco e o Ministério das Relações Exteriores

– Apoio a pequenos projetos no âmbito da cultura afro-brasileira em todos os estados brasileiros;

– Participação brasileira na Conferência Mundial da ONU contra o Racismo, a Xenofobia e a Intolerância Correlata, realizado em 2001, em Durban – África do Sul.
_________________________________________________________________________________

Foto: Januário GarciaUBIRATAN CASTRO DE ARAÚJO
(2003 a 2007)

– Realização da II Conferência de Intelectuais da África e da Diáspora,
ocorrida em Salvador-BA, em 2006, com a presença de 16 chefes de
estado da diáspora e do Continente Africano.

________________________________________________________________________________

Foto: Januário GarciaZULU ARAÚJO
(2007 a 2010)

– Criação de representações regionais da Palmares;

– Implantação de um programa amplo e democrático de apoio a projetos culturais em todo o território nacional, por meio de editais de fomento à cultura;

– Realização do II Encontro Afro-latino, em Salvador-BA, em 2010;

– Implantação do Observatório afro-latino;

– Gestão do Portfólio de Perfis de Projetos Culturais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa;

– Promoção de debates e edição de material sobre a política de ações afirmativas.

_________________________________________________________________________________

ELÓI FERREIRA DE ARAUJO
(2011 a 2012)

– Realização do Projeto Pró-Capoeira nos Estados de São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Sul;

– Certificação de 323 Comunidades de Remanescentes Quilombolas que perfazem hoje o total de 2052 comunidades certificadas;

– Quilombo Cultural – convênio firmado com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) para identificar e mapear as comunidades quilombolas;

– Edital para implementação de núcleos de Formação de Agentes de Cultura de Juventude Negra (NUFAC), em nove Estados brasileiros ;

– Edital do Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-brasileira;

– Seminários de Cultura Negra;

– Início das obras de recuperação da Serra da Barriga.

_________________________________________________________________________________

        

JOSÉ HILTON SANTOS ALMEIDA

(2013-2015)

– Aumento de 23% no número de certificações das comunidades quilombolas em comparação com os anos anteriores;

– Atuação nas negociações sobre o terreno e construção do conceito do Museu Nacional da Memória Afro-Brasileira (MNMAfro);

– Construção do Plano Setorial para a Cultura Afro-brasileira;

– Editais criação do 1º edital Imagens da Memória, realização do edital NUFAC 2013 e da 3º edição do Ideias Criativas; criação do Prêmio de Culturas Afro-brasileiras e realização das 2ª e 3ª edições do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras.

– Início do censo cultural das manifestações afro-brasileiras nos estados da Bahia, Pernambuco e Maranhão, em parceria Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

 _________________________________________________________________________________

De |junho 24th, 2014|Institucional|Comments Off on Linha do tempo dos presidentes