Jorge Coutinho

O ator e cineasta é sócio fundador do Grêmio de Artes Negras Quilombo. Profissional eclético na área cultural e artística, atuou também como diretor de espetáculos e produtor de eventos e discos. Hoje em dia, é Presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (SATED/RJ), estando em sua terceira gestão. Foi Vice-Presidente da Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro (FUNARJ); idealizou e dirigiu a Assessoria para Assuntos Afrodescendentes da Secretaria de Estado de Cultura, proporcionando a realização de cinco filmes dirigidos por cineastas negros, de eventos Cultural-artísticos-social difundindo e valorizando a cultura negra em cidades do Rio de Janeiro. Participou ativamente e foi um dos fundadores do Centro Popular de Cultura da União Nacional de Estudantes (CPC/UNE), um dos mais importantes grupos culturais e políticos do país. Foi também um dos fundadores do Movimento do Cinema Novo. Foi assistente de direção de Cacá Diegues, no filme Ganga Zumba, e de Olá Balogum, no filme a Deusa Negra, produção Nigéria/Brasil, atuando como protagonista em ambos. Premiado como ator, atuou em mais de vinte filmes, destacando-se Memórias do Cárcere de Nelson Pereira dos Santos, Zumbi e Chuvas de Verão de Cacá Diegues, Assalto ao Trem Pagador de Roberto Farias, Crioulo Doido de Carlos Alberto Prates, entre outros.

De |julho 1st, 2016|Sem categoria|Comments Off on Jorge Coutinho