Feira Ecológica e da Sociobiodiversidade

Imagem: Divulgação

FEIRA AGROECOLÓGICA E DA SOCIOBIODIVERSIDADE

No dia 13 (quarta-feira), integrará a programação do Congresso roda de diálogo com o tema “Contribuições dos territórios quilombolas para a agroecologia e a proteção da biodiversidade: diretrizes para a gestão territorial”, das 17h às 19h na Tenda da Sociobiodiversidade.

Além de representantes das comunidades quilombolas, que trarão suas experiências em Gestão Territorial e Ambiental na interface com a agroecologia, participarão da conversa o Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), falando das experiências de projetos/apoio a comunidades quilombolas no manejo dos recursos naturais/agroecologia, e o ICMBio, trazendo a questão dos territórios quilombolas enquanto áreas protegidas.

Um convite para todo Distrito Federal: de 12 a 15 de Setembro acontece a Feira Agroecológica e da Sociobiodiversidade, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães – Eixo Monumental. Exposições e vendas de produtos orgânicos e agroecológicos da agricultura familiar e povos tradicionais das 5 regiões do Brasil.

Artesanatos, comidas típicas, apresentações culturais. Um grande encontro de saberes e sabores. Venha conhecer mais sobre produção sustentável de alimentos, que respeita nossa saúde e a do meio ambiente. A feira faz parte do Congresso Brasileiro e Latino-Americano de Agroecologia 2017.

Entrada gratuita!

O tema central do evento resgata a importância da Agroecologia na transformação dos sistemas agroalimentares no mundo a partir de um olhar de reconhecimento à memória biocultural latino-americana, sua riqueza e sua contribuição histórica e relevante para a alimentação mundial. Permite olhar o passado, entender onde estamos e discutir quais caminhos futuros a seguir para construir o Bem Viver entre os países na América Latina.

Classificação temática

O Congresso está organizado em temas geradores. Os autores devem indicar no ato da submissão o tema gerador onde deseja que seu trabalho seja avaliado. A divisão em temas geradores tem o objetivo de facilitar o agrupamento dos trabalhos selecionados, segundo suas especificidades, o que possibilitará a melhor organização da avaliação, apresentação e o debate mais construtivo e rico entre os participantes do evento. A decisão final sobre o agrupamento dos trabalhos em temas, entretanto, caberá à Comissão Técnico-Científica.

Para subsidiar o debate e a reflexão o Congresso será organizado a partir dos seguintes temas geradores:

  1. Políticas Públicas e Conjuntura
  2. Mulheres e Agroecologia
  3. Juventudes e Agroecologia
  4. Educação em Agroecologia
  5. Construção do Conhecimento Agroecológico
  6. Campesinato e Soberania Alimentar
  7. Conservação e Manejo da Sociobiodiversidade e Direitos dos Agricultores e Povos e Comunidades Tradicionais
  8. Agroecologia e resiliência socioecológica às mudanças climáticas e outros estresses
  9. Manejo de Agroecossistemas e Agricultura Orgânica
  10. Agrotóxicos e Organismos Geneticamente Modificados
  11. Agroecologia e Agriculturas Urbana e Periurbana
  12. Estratégias Econômicas em Diálogo com a Agroecologia
  13. Memórias e História da Agroecologia

Saiba mais: http://agroecologia2017.com/