Quilombolas de comunidade em SE terão acesso a linhas de crédito da reforma agrária

O Incra no estado de Sergipe iniciou processo de assinatura de contratos que garantirá, até o final do primeiro trimestre de 2018, um investimento de, aproximadamente, R$ 10 milhões em créditos para famílias assentadas no estado.

Ainda nesta primeira fase do pagamento dos créditos, serão contempladas as primeiras famílias quilombolas do país reconhecidas como público da reforma agrária. Moradoras da comunidade de Mocambo, em Porto da Folha (distante cerca de 185 quilômetros de Aracaju), essas famílias foram beneficiadas por uma portaria de reconhecimento publicada pelo Incra no Diário Oficial da União na última segunda-feira (20). Com o documento, elas serão submetidas à seleção promovida pela autarquia e, se aptas, passarão a receber todos os créditos e benefícios previstos no Plano Nacional de Reforma Agrária.

Nas modalidades Apoio Inicial, Fomento Mulher e Semiárido, os créditos disponibilizados pelo Incra para a instalação e estruturação produtiva dos agricultores assentados beneficiarão, diretamente, 2,6 mil famílias em 20 áreas de reforma agrária espalhadas por todo o estado.

“É um investimento fundamental, que dá à família assentada condição para se instalar e iniciar o processo produtivo. Um recurso que tem impacto direto no desenvolvimento dos assentamentos e, também, na economia dos diversos municípios onde estão instalados”, explicou Gilson dos Anjos, superintendente regional do Incra/SE.

Além dos assentamentos sergipanos, serão atendidas, nesta etapa de investimentos, áreas de reforma agrária implantadas pelo Incra/SE no estado da Bahia, em municípios que fazem divisa com o território sergipano.

Assessoria de Comunicação Social do Incra/SE
(79 ) 4009-1524
Facebook: /incrasergipe
www.incra.gov.br/se