Feliz Dia das Mães

No próximo domingo, 13 de maio, comemora-se o Dia das Mães. Neste ano, a data coincide com os 130 anos da Abolição da Escravidão. Pode-se inserir nisso um simbolismo, afinal, ainda hoje, tanto os afro-brasileiros como as mulheres ainda lutam para conquistar igualdade de condições em um país extremamente racista e machista.

Tanto negros quanto mulheres ganham salários menores na comparação com os homens brancos. Mulheres negras, então, sofrem em dobro, vítimas tanto do machismo quanto do racismo.

Mães negras são as que mais enterram seus filhos jovens por conta da tragédia que atinge principalmente esta população. Muitas mães negras, elas mesmas são também constantemente vítimas de estupros, do feminicídio – associado à cultura machista opressora dos direitos das mulheres – e a um cotidiano de violência extrema e da falta de acesso a políticas públicas básicas  nas comunidades em que vivem.

Uma das mães negras vítimas da violência recentemente foi a vereadora carioca Marielle Franco, executada junto com o motorista Anderson Gomes, em março, no centro do Rio de Janeiro. Ao que tudo indica, Marielle pagou com a própria vida por defender os direitos dos mais pobres e por contrariar os interesses das milícias que atuam na capital fluminense.

Infelizmente, as mulheres negras têm menos acesso à saúde, educação, saneamento básico, transporte de qualidade, lazer e segurança que os demais cidadãos. Mesmo assim, essas mães afro-brasileiras guerreiras acordam todo dia cedo para uma verdadeira batalha, muitas vezes enfrentada sozinha, sem a presença de um companheiro, para tentar garantir uma vida digna aos seus filhos.

Apesar de ttudo que ainda precisa se fazer para garantir igualdade às mulheres, às mães e ao povo negro brasileiro, a Fundação Cultural Palmares (FCP) acredita que um dia havemos de conquistar um país mais justo e com oportunidades para todos, independentemente de gênero ou raça. Este tempo vai chegar.

Desejamos a todas um Feliz Dia das Mães!