Exposição no Museu Afro Brasil homenageia arte e grandes nomes da cultura negra

Grandes personalidades negras da nossa história recebem homenagem na mostra Isso é Coisa de Preto – 130 Anos de Abolição da Escravidão, que será aberta neste sábado (12), no Museu Afro Brasil, na cidade de São Paulo. A exposição tem curadoria de Emanoel Araujo e destaca a presença negra nas artes e em outros setores.

O título da exposição faz referência a uma expressão racista usada para discriminar os afro-brasileiros. “Queremos ressignificar este termo mostrando que coisa de preto é ter excelência nas artes, ciências, esportes, medicina e em outros campos relevantes da sociedade”, explica Emanoel Araujo.

Quem visitar a exposição poderá conferir a força do negro brasileiro em expressões como arquitetura, pintura, escultura, literatura, música, dança e teatro. Entre os artistas com trabalhos destacados aparecem Heitor dos Prazeres, João da Baiana, Solano Trindade, Waldomiro de Deus e Yedamaria. A exposição também retrata personalidades históricas afro-brasileiras, como Elza Soares, Jamelão, Dorival Caymmi, Paulinho da Viola, Pixinguinha, Itamar Assumpção, Luiz Gama, José do Patrocínio, Ruth de Souza, Pelé e Madame Satã.

Além do legado brasileiro, Isso é Coisa de Preto resgata a arte de dois países de forte influência negra: Cuba e Haiti. Obras que remetem ao sincretismo religioso, com fusão de elementos de matriz afro e cristãos, podem ser vistos pelos visitantes.

Serviço:

Exposição Isso É Coisa de Preto – 130 Anos da Abolição da Escravidão.
Abertura: 12 de maio de 2018 – 11h
Período de exposição: até 29 de julho de 2018

Museu Afro Brasil
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n
Parque Ibirapuera – Portão 10
São Paulo / SP – 04094 050
Fone: 55 11 3320-8900
www.museuafrobrasil.org.br
Entrada R$ 6,00 | Meia entrada R$ 3,00 | Gratuito aos sábados