O polêmico gol de Caça-Rato

Fotos: divulgação

Flávio Augusto do Nascimento, conhecido como Flávio Caça-Rato, não está entre os jogadores mais visados do futebol brasileiro. No entanto, o apelido e um controverso gol no campeonato mineiro o colocam como uma das figuras folclóricas do esporte.

O futebolista nasceu no Recife (PE), no dia 29 de junho de 1986.  O inusitado apelido veio no começo da adolescência. Na época, tinha como passatempo matar ratos com estilingue. “Eu não tinha nada para fazer e ficava na beira do canal mirando”, contou em uma entrevista ao canal Fox Sports. Segundo o atleta, nesse mesmo programa da Fox, o hobby de aniquilar roedores contribuiu muito para desenvolver sua agilidade nos gramados. “Assim como eu tinha que ser rápido na hora de acertar o rato, do mesmo jeito eu preciso agir quando surge uma oportunidade de fazer gol”, informou.

Foi justamente por não perder um gol que Caça-Rato causou polêmica no Campeonato Mineiro. Em 2017, vestindo a camisa do Tupi, numa partida contra o América Mineiro, Flávio “roubou” um gol de Jajá, seu colega de equipe. Jajá passou pelo goleiro e parou com a bola de frente para a trave. Enquanto ajeitava a redondinha para marcar, Caça-Rato foi na frente e chutou, colocando no fundo da rede do adversário. Depois, Flávio se justificou dizendo que não marcou o gol para prejudicar o companheiro, mas porque achava que se demorasse um pouco mais Jajá seria desarmado pelos oponentes. A partida terminou empatada em 1X1.

De origem humilde, Flávio Caça-Rato diz que sua família passou por muitas dificuldades e felizmente superou os problemas. Também enfrentou outros dramas pessoais. Aos oito anos, foi estrangulado pelo pai, que estava alcoolizado, no entanto um tio o salvou da morte.

Em outra circunstância, cruzou novamente a linha tênue entre a vida e o além durante uma festa, em Campina do Barreto (PE), após partida com o Timbaúba, clube que defendia. Após se envolver em uma discussão com dois homens, um deles sacou uma arma e atirou nas costas e na perna direita do jogador. Depois de um período de internação, Caça-Rato retornou aos estádios.

Atualmente, Flávio Caça-Rato joga no CSE, de Alagoas. Ao longo de sua carreira, já passou por times como o Sport, de Recife, o América de Natal, o Remo, de Belém, e até pelo NK Omis, da Croácia. Porém, a atuação que ainda chama mais a atenção em sua trajetória é aquele inusitado gol do Campeonato Mineiro.