23º Europalia: expressões culturais brasileiras invadem o continente europeu

Com informações da Agência Brasil

Patrícia Saldanha - Ascom/MinCAs ruas de Bruxelas, na Bélgica, foram tomadas pela arte e cultura brasileiras. O 23º Europália, maior festival de cultura da Europa, começou na última terça-feira (4), na capital belga, e este ano homenageia o Brasil. O evento percorrerá cinco países até 15 de janeiro de 2012. Turistas de todo o mundo terão a oportunidade de ver de perto representações culturais típicas da nossa terra, como as apresentações de bumba meu boi, samba sobre pernas de pau e de dança contemporânea.

A presidenta Dilma Rousseff abriu o festival e destacou a diversidade do Brasil. “A diversidade cultural integra nossas raízes. Somos um país mestiço, de indígenas, europeus e africanos”, disse ela, arrancando aplausos da plateia. Eloi Ferreira de Araújo, presidente da Fundação Cultural Palmares, participou das festividades de abertura do evento, reforçando o empenho da Palmares pela promoção da cultura afro-brasileira.

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, disse que o governo escolheu artistas e obras que mostram parte do conjunto da produção brasileira. “Teremos aqui a oportunidade de apresentar uma grande variedade, expondo um pouco do que se faz de melhor no Brasil. Cultura alguma pode viver isolada.”

Europa brasileira

Patrícia Saldanha - Ascom/MinCO Europalia passará pela Bélgica, por Luxemburgo, pela França, Alemanha e Holanda. Na abertura do festival, foram escolhidas apresentações de folclore e da dança de rua. A presidenta não conseguiu esconder o entusiasmo.”Venham encontrar o Brasil que a Europa já conhece e também o Brasil que ela ainda não vê.”

O governo brasileiro investiu mais de R$ 30 milhões no festival, patrocinando exposições, shows e apresentações de dança e circo, além de debates com escritores. Em mais de 100 dias, serão 130 shows, 60 apresentações de dança, 40 de teatro, 20 exposições de artes visuais e 80 conferências literárias.

Para mostrar a cultura brasileira foram escolhidos os sambistas da Velha Guarda da Portela, representantes do genuíno samba feito no Rio de Janeiro, entre outros. O grupo Corpo, de Belo Horizonte, apresentará suas produções no ballet contemporâneo. Também participarão da Europalia as companhias Giramundo, que faz teatro de bonecos, e Intrépida Trupe, que há 21 anos mistura circo, teatro e dança nos seus espetáculos.

As artes plásticas brasileiras estão representadas por obras do período colonial até os dias de hoje, passando pela Semana de Arte Moderna de 1922. A Exposição Brazil.Brasil reunirá 380 obras de artistas consagrados no Brasil, como Aleijadinho, Cândido Portinari, Pedro Américo e Victor Meirelles.

O poeta e ensaísta Augusto de Campos e os escritores João Ubaldo Ribeiro e Renato Carvalho estão entre os brasileiros que participarão das conferências no Europalia. Na área de cinema, a ideia é apresentar um panorama geral do que se produz no Brasil. O país levou curtas, médias e longas-metragens destinados às crianças e ao público adulto.

De |outubro 5th, 2011|Notícia|Comentários desativados em 23º Europalia: expressões culturais brasileiras invadem o continente europeu