Palmares certifica 27 comunidades quilombolas em três estados – MG,MA e BA

A Fundação Cultural Palmares, vinculada ao Ministério da Cultura, certificou mais 27 comunidades remanescentes de quilombos em três estados – Maranhão, Bahia e Minas Gerais. A informação foi divulgada pelo Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (17). Com as novas certificações o número de quilombos reconhecidos passa a totalizar 2.433. A previsão é que até dezembro esse dado ultrapasse o número de 2.500 quilombos reconhecidos.

A autodefinição validada pela instituição é a primeira etapa do processo de titulação dos territórios quilombolas. É também uma salvaguarda à cultura, à preservação dos saberes e à valorização da história dessas populações. A partir dela, as famílias que compõem os quilombos passam a ter acesso aos direitos fundamentais garantidos pelo Governo Federal. Entre eles, melhorias nas áreas de moradia, saúde e educação.

Desenvolvimento – Vítima em uma situação de conflito, o quilombo São Sebastião, localizado no município de Patos de Minas, em Minas Gerais, é constantemente ameaçado por fazendeiros que se dedicam ao desmatamento para a composição de pastos e a criação de gado. Com a certificação, a população constituída por 89 habitantes passa demonstrar mais segurança quanto à própria identidade e a ter argumento respaldado pelo governo no enfrentamento a esses conflitos.

De acordo com João Batista e Euzália Lopes Silva, lideranças da comunidade, o documento terá fundamental importância no sentido de quebrar os questionamentos dos fazendeiros em relação aos direitos territoriais dos quilombolas. “A partir de agora teremos mais forças e poderemos nos organizar e elaborar estratégias de desenvolvimento para um futuro próximo”, disse Euzália.

Confira a lista das comunidades certificadas por estado

Bahia: Baraúnas de Dentro e Lages do Batata, localizadas na cidade de Jacobina.

Minas Gerais: São Sebastião, no município de Patos de Minas.

Maranhão: Carapirá, Lago do Sapateiro e de São Vicente, na cidade de Guimarães; de Cedreiro e Simauma, Ponta do Curral, São José e São Miguel do Povoado Querés, em Penalva; Campinho, Deus Bem Sabe, Luciana, Malungos de Olho D´Água, Paxibal em Serrano do Maranhão; Tanque da Rodagem e São João no município de Matões; Cuba e Sudário, no município de Pinheiros; Malhada dos Pretos e Santa Cruz, em Peri-Mirim; Sassuy, em Bequimão; Pericaua, em Cedral; Acre, em Cururupu e Rio do Curral, Mirinzal e Castelo, em Monção.

Os dados sobre as certificações e titulações quilombolas passam por atualização e serão disponibilizados na próxima semana no Portal Palmares.

De |outubro 17th, 2014|Institucional, Notícia, Secundária|Comentários desativados em Palmares certifica 27 comunidades quilombolas em três estados – MG,MA e BA