Capoeira é candidata a Patrimônio Cultural da Humanidade

Mestre Girafa, de Maceió; Greiciene Lopes, professora da UFAL e técnica do IPHAN; e mestre Moraes.

Por Jacqueline Freitas

A noite de 18 de novembro em Maceió não poderia ter começado com notícia melhor: a capoeira como candidata a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O título será votado pelo Comitê Internacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), entre os dias 24 e 28 de novembro, em Paris.

A boa nova foi anunciada pelo superintendente interino do Iphan em Alagoas, Sandro Gama, ao iniciar a série de palestras e debates “Rota da Capoeira”, evento da programação da FCP para a Semana da Consciência Negra que prossegue no dia 19 em União dos Palmares.

Na capital alagoana, os debates abordaram o tema “Roda de sotaque candomblé, capoeira e samba: um giro pela história e cultura negra no Brasil”, com a participação de mestre Moraes, de Salvador, entre outras personalidades desses segmentos. Presidente do Grupo de Capoeira Angola Pelourinho, mestre Moraes está entre os capoeiristas consagrados no cenário mundial. Ele também é pesquisador acadêmico e já ganhou um prêmio Grammy.

Sobre o tema da noite, ficou patente que, assim como o samba e o candomblé, a capoeira é uma ressignificação africana na diáspora. Todos são resultado de um processo híbrido de culturas que aqui chegaram e precisaram se unir para sobreviver. Por isso mesmo, para mestre Moraes, nenhuma dessas manifestações culturais afro-brasileiras pode se considerar “pura”.

A banalização da capoeira e da titulação de mestres foi apontada nos debates como assunto preocupante. Longe de ser considerada apenas como uma dança, a capoeira tem fundamentos sócio-políticos que, para mestre Moraes, vêm sendo esquecidos por muitos praticantes.

O evento em Maceió superou as expectativas de participação, lotando o auditório da Casa do Patrimônio, sede do Iphan em Alagoas.

De |novembro 19th, 2014|Institucional, Notícia, Secundária|Comments Off on Capoeira é candidata a Patrimônio Cultural da Humanidade