Resultado da 3ª Edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras

A 3ª Edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras recebeu a inscrição de 405 projetos, na edição de 2014, distribuídos nos segmentos de Música, Teatro, Dança e Artes Visuais.

A comissão de seleção foi composta por integrantes de notório saber, oriundos de várias regiões do Brasil. A reunião da equipe avaliadora foi realizada no Rio de Janeiro, nos dias 18 e 19 de dezembro de 2014. Os trabalhos foram coordenados por Ruth Pinheiro, presidente do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves – CADON, com o acompanhamento do representante da Fundação Cultural Palmares, Sr. José Newton Guimarães – Chefe de Divisão – e Luis Carlos do Nascimento – Gestor de Projetos Culturais da Petrobras.

Segundo a comissão de Teatro, a qualidade dos projetos inscritos no segmento foi além das expectativas, pois contemplou a diversidade das expressões culturais afro-brasileiras, equalizada com os propósitos do edital.

Já a comissão de Música sugeriu que, nas próximas edições, os proponentes observem com mais atenção o disposto no Edital, para a devida adequação dos projetos nas áreas e linhas de ação, além de procurar desenvolver uma apresentação mais objetiva e de forma clara e sucinta.

A comissão de dança destacou positivamente a plataforma virtual implantada para a análise dos projetos inclusive como instrumento de democratização, além da organização e apoio do CADON dispensados durante todas as etapas envolvidas no processo do Prêmio.

A comissão de artes visuais sugeriu possibilitar a inscrição direta do artista com seu trabalho, para ampliar propostas com foco maior na trajetória pessoal, para que seja possível perceber mais detalhadamente a linha do pensamento artístico brasileiro.

Agradecemos a todos os proponentes que submeteram seus projetos a este Edital. Sua participação contribuiu para a continuidade desta ação.

CONFIRA ABAIXO O RESULTADO DA AVALIAÇÃO:

RESULTADO FINAL

MÚSICA

REGIÃO: CENTRO OESTE

Título do Projeto: PEDAGOGIA DE RUA (PRJ_113)

Proponente: ASSOCIAÇÃO DE RÁDIO COMUNITÁRIA FM (EMP_318)

Estado: Mato Grosso

REGIÃO: NORDESTE

Título do projeto: CD CACURIÁ DE DONA TETE – SERRA DO ( PRJ_288 )

Proponente: LABORARTE – LABORATÓRIO DE EXPRESSÕ ( EMP_394 )

Estado: Maranhão

REGIÃO: NORTE

Título do projeto: AFAIA APRESENTA ” EDSON CATENDÊ” – (PRJ_286)

Proponente: ASSOCIAÇÃO DOS FILHOS E AMIGOS DO I (EMP_263)

Estado: Pará

REGIÃO: SUDESTE

Título do Projeto: GALANGA, CHICO REI (PRJ_122)

Proponente: ASSOCIAÇÃO CULTURAL TAMBOR MINEIRO (EMP_321)

Estado: Minas Gerais

REGIÃO: SUL

Título do projeto: ÌTÀN ÒRUN ÀTI ILÉ AYÉ – HISTÓRIAS D (PRJ_158)

Proponente: ILU AKIN (EMP_337)

Estado: Rio Grande do Sul

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO – MÚSICA

Jarbas Bittencourt – Cantor, compositor e produtor musical. Ha 17 anos é Diretor Musical e Coordenador do Bando de Teatro Olodum. É responsável também pelas trilhas sonoras do Grupo Nata – Grupo Afro-brasileiro de Teatro de Alagoinhas e da Cia dos Comuns – RJ. Compôs a musica original e Dirigiu musicalmente mais de 100 espetáculos nos últimos 17 anos.

Paulo de Azeredo Fortes (Paulo Baiano) – Carioca, jornalista, (formado pela Escola de Comunicação da UFRJ) e roteirista para cinema, vídeo e Internet; compositor, pianista, arranjador e produtor musical. Na Música, tem composições gravadas por Lenine, Marlene, Clara Sandroni, Mathilda Kóvak e Marcos Sacramento, entre outros. Atua como compositor, arranjador e produtor de discos e de trilhas musicais para balé, filmes de curta e longa-metragem e vídeos documentários, institucionais e educacionais. Desde 2004 atua como parecerista para o PRONAC do Ministério da

Cultura e suas coligadas FUNARTE, FBN e SAV, realizando a análise técnica e financeira de projetos culturais inscritos na Lei 8313/91, nas áreas de Música Popular, Instrumental e Erudita, Humanidades e Audiovisual.

Spirito Santo – Músico, pesquisador e escritor. Artesão e arte educador. Criou em 1975 o grupo musical Vissungo. Compositor, realizou com o Vissungo a trilha sonora dos filmes Chico Rey, de Walter L. Júnior, entre outros. Integrou entre 1993 e 1996 a equipe de coordenadores de Animação Cultural da Secretaria de Educação do Rio, dirigida pelos professores Darcy Ribeiro e Cecília Conde. Leciona na Uerj como Artista Visitante, onde criou e coordena o projeto Musikfabrik. É autor do ensaio etnomusicológico “Do Samba ao Funk do Jorjão”.

TEATRO

REGIÃO: NORDESTE

Título do projeto: O JARDIM DAS FLORES DE PLÁSTICO | A (PRJ_93)

Proponente: ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA NÓIS DE TEATRO (EMP_207)

Estado: Ceará

Título do projeto: TOMBO DA RAINHA (PRJ_124)

Proponente: GRUPO PELE DE FULO (EMP_229)

Estado: Rio Grande do Norte

REGIÃO: NORTE

Título do projeto: FACE NEGRA FACE – A HISTORIA QUE NÃ (PRJ_198)

Proponente: ASSOCIAÇÃO DOS FILHOS E AMIGOS DO I (EMP_263)

Estado: Pará

REGIÃO: SUDESTE

Título do Projeto: III MOSTRA BENJAMIN DE OLIVEIRA (PRJ_54)

Proponente: ASSOCIAÇÃO BURLANTINS (EMP_213)

Estado: Minas Gerais

Título do Projeto: LEVANDO A VIDA NO CABELO (PRJ_17)

Proponente: MONIFA FAYOLA PRODUÇÕES CULTURAIS E (EMP_76)

Estado: Rio de Janeiro

OBSERVAÇÃO: Conforme determinado do Edital, em seu item 17.4, a saber: “Caso não seja selecionado propostas de uma determinada região, a comissão poderá deslocar o apoio financeiro para outra, obedecendo a ordem de classificação dos proponentes”. Desta forma, não houve seleção de projetos nas áreas da região Sul e Centro-Oeste, sendo o apoio financeiro deslocado para as regiões Nordeste e Sudeste.

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO – TEATRO

Chicão Santos – Palhaço, Ator, Produtor e Diretor. Especialista em Educação/pós-graduado em gestão comunitária. 35 anos na cena lutando por uma biopolítica para as artes cênicas na Amazônia, sempre ao lado de expoentes do teatro de rua do Brasil, como Amir Haddad, Adailton Alves, Marcos Pavaneli, Junior Santos, André Garcia, Wlad Lima, Licko Turle, Marcelo Bones, Chico Pelúcio e tantos outros. Participou da Confenata, da criação da Rede Brasileira de Teatro de Rua e do Redemoinho. Desenvolveu e geriu inúmeros projetos para cinema, teatro e TV.

Paulo Roberto Melo Souza–Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Maranhão -UFMA (defesa da dissertação em março de 2013). Especialista em Jornalismo Cultural (UFMA) e em Linguística Aplicada ao Uso das Línguas Materna e Estrangeira (UFMA). Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Maranhão (1991) e graduação em Desenho Industrial pela Universidade Federal do Maranhão (1984). Atualmente é jornalista -Jornal Pequeno. Escritor, ambientalista, pesquisador de cultura popular, poeta com várias premiações em concursos literários, professor e fundador da Sociedade de Astronomia do Maranhão –SAMA (1976).

Ruth Almeida – Produtora desde 1990 em espetáculos de pequeno, médio e grande porte, shows, exposições, óperas. Parecerista da Lei Rouanet do Ministério da Cultura na área de Artes Cênicas de 2000 aos dias atuais. Parecerista da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro de 2009 a 2012. Atualmente exerce a função de Coordenadora Cultural do Armazém de Cultura e Cidadania, onde coordena vários projetos.

DANÇA

REGIÃO: NORDESTE

Título do projeto: IGBÁXÉ O SEGREDO DA NOSSA FORÇA (PRJ_15)

Proponente: NUCLEO DE CULTURA AFRO BRASILEIRA I (EMP_79)

Estado: Alagoas

Título do projeto: ABÔ (PRJ_176)

Proponente: GRUPO GRIAL (EMP_275)

Estado: Pernambuco

REGIÃO: NORTE

Título do projeto: EM DANÇA ENTRE RIOS E SOL (PRJ_132)

Proponente: MARIA LÚCIA FERNANDES ROCHA-ME (EMP_75)

Estado: Tocantins

REGIÃO: SUDESTE

Título do Projeto: CO ÊS (COM ELES) (PRJ_43)

Proponente: ASSOCIAÇÃO SERÁQUÊ? CULTURAL (EMP_265)

Estado: Minas Gerais

Título do projeto: CHICA (PRJ_314)

Proponente: CIA. ÉTNICA PRODUÇÕES ARTISTICAS LT (EMP_269)

Estado: Rio de Janeiro

OBSERVAÇÃO: Conforme determinado do Edital, em seu item 17.4, a saber: “Caso não seja selecionado propostas de uma determinada região, a comissão poderá deslocar o apoio financeiro para outra, obedecendo a ordem de classificação dos proponentes”. Desta forma, não houve seleção de projetos nas áreas da região Sul e Centro-Oeste, sendo o apoio financeiro deslocado para as regiões Nordeste e Sudeste.

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO – DANÇA

Jorge Silva – Sua história se inicia em 1985 com a premiação do espetáculo “Paisagens”, o que representou um impulso importante na sua trajetória e continuidade ao seu trabalho, foi premiado mais uma vez no ano seguinte com o espetáculo “Carnaval dos mortos”, ambos concedidos pela FUNCEB, obtendo o reconhecimento da crítica e do público. Participou da Oficina Internacional de Dança. Educador, atuando por 4 anos no Liceu de Artes e Ofícios e atualmente no Projeto Axé, ambas instituições de Salvador. Coreografo de Daniela Mercury, criando as coreografias do CD Música de Rua, Elétrica, dentre outros e o mais recente show da artista.

Marília Rameh – Especialista em Gestão e Produção Cultural pela Faculdade Frassinete do Recife (FAFIRE-PE), Bacharel em Relações Públicas pela Escola Superior de Relações Públicas (ESURP-PE), Diretora da Cia. de Dança Artefolia (fundada em 1993, inspirada na metodologia Brasílica, instituída pelo Balé Popular do Recife) é membro do Fórum Nacional de Dança, integra o Movimento Dança Recife, foi Assessora de Dança da Secretaria Estadual de Cultura de Pernambuco, integrou o Comitê Gestor da Salvaguarda do Frevo. Participou de diversos processos de análises de projetos do FUNCULTURA, Festival de Inverno de Garanhuns, Teatro Arraial, Mais Cultura, FUNARTE entre outros.

Sigrid Nora – Pesquisadora em Dança. Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP (2005) com Pós-doutorado em História: Arte, Memória e Patrimônio pela UFSC/SC (2011 e 2012). Professora Adjunta I e Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Dança da UCS/RS. Organizadora da Coleção Temas para a Dança Brasileira SESC/SP e da Coleção Húmus.

Fonte: http://premioafro.org/

De |dezembro 29th, 2014|Destaque, Institucional, Notícia, Sem categoria|Comentários desativados em Resultado da 3ª Edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras