Fundação Cultural Palmares: Presta Homenagem à Servidora Aposentada

“Sempre me senti muito orgulhosa em poder trabalhar na Fundação Palmares, contribuindo, mesmo que indiretamente, na promoção e na preservação dos valores culturais, históricos, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira e acompanhando grandes conquistas das comunidades quilombolas.” Nilza Márcia de Morais

A servidora Nilza Márcia de Morais nasceu em Carmo do Paranaíba – Minas Gerais em 08 de janeiro de 1956. Formou-se em Administração de Empresa/Pública e dedicou-se à Fundação Cultural Palmares (FCP) entre 09 de setembro de 1992 e se aposentou no dia 02 de agosto de 2021

Durante 29 anos, exerceu as funções na Auditoria e na Coordenação de Logística (CLOG). Compartilhando experiências e admiração por todos os departamentos aos quais teve a honra de trabalhar.

Em entrevista, dona Nilza Márcia relembra os momentos aos quais contribuiu para a instituição e conta sobre seus novos planos pós aposentadoria:

Durante os anos em que a senhora trabalhou na Fundação Cultural Palmares poderia contar-nos como foi sua passagem, e qual história marcou-lhe?

“Sempre me senti muito orgulhosa em poder trabalhar na Fundação Palmares, contribuindo, mesmo que indiretamente, na promoção e na preservação dos valores culturais, históricos, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira e acompanhando grandes conquistas das comunidades quilombolas.”

Quais trabalhos dentro da fundação Cultural palmares (FCP), a senhora avalia de maior importância para sua carreira profissional?

“Considero que, o tempo que fiquei na Coordenação de Logística foi de grande relevância, considerando que o gestor do contrato tem papel importante na Administração Pública, assumindo responsabilidades complexas que exigem capacitação técnica e comprometimento dos servidores designados a desempenhá-las, mitigando os riscos de prejuízos à administração e, portanto, o mau uso dos recursos públicos.”

A senhora sente-se satisfeita com aquilo que alcançou em sua vida?

“Tenho muito orgulho de tudo que conquistei e isso inclui a profissional que me tornei. Me dediquei para ser uma profissional qualificada, competente, esforçada e íntegra, realizando minhas atribuições e abraçando os reconhecimentos obtidos ao longo de minha carreira, que somados a conquistas pessoais me fazem uma mulher realizada por completo. “

Agora que está aposentada, quais novos desafios pretende alcançar?

“Quero me dedicar mais à minha família e à minha saúde física e mental. Aproveitar mais os momentos e a vida, que agora terei tempo exclusivo.

Um recado de despedida à FCP, E a todos os ex-colegas de trabalho.

“Sinto que estou respirando tranquilidade, paz e satisfação, na certeza de que cumpri minha missão com excelência, como Servidora Pública. Fui criticada por muitos, pela morosidade que dava aos meus trabalhos, mas me orgulho de mim, por entender que os desempenhava baseada em estudos e seguindo toda a legislação. Apesar de todo cuidado, não sou perfeita e também falhei, afinal sou humana e erros fazem parte da vida de todos. Eles me fizeram melhor, me fizeram crescer e também sou grata a eles que ajudaram no meu crescimento. Foram muitos momentos alegres, outros nem tanto, lágrimas, sorrisos, perdas e conquistas. Fiz colegas e amigos, pessoas que passaram e pessoas que permaneceram, cada um contribuindo de sua forma para meu crescimento e para minha vida, esses ficarão nela, além do trabalho, para sempre.

A todos vocês minha eterna gratidão.”

A FCP agradece pelos anos prestados à instituição. Desejamos que em sua nova jornada, a senhora possa aproveitar cada segundo, e ressaltamos que é com muita emoção que despedimo-nos, de uma belíssima e insubstituível servidora.

Gratidão,

Fundação Cultural Palmares (FCP).

De |agosto 13th, 2021|Destaque, Notícia|Comments Off on Fundação Cultural Palmares: Presta Homenagem à Servidora Aposentada