A representação regional da Fundação Cultural Palmares no Maranhão, criada em setembro de 2011, está instalada nas dependências do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Sociobiodiversidade Associada a Povos e Comunidades Tradicionais (CNPT) do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A unidade tem como objetivo atender às demandas da população quilombola, dos povos de religião de matriz africana e incentivar a cultura negra no estado. Inaugurada na gestão do presidente Eloi Ferreira de Araujo, tem como representante regional a professora Ana Amélia Campos Mafra.